Bodas de Prata na Itália – Entrevista

Olá Férias Maníacos! Hoje estou aqui com mais um post da série entrevista. Adoro ouvir/ler as historias das viagens de outras pessoas. Então por isso, trago a história é de um casal que comemorou suas bodas de prata na Itália.

Bodas de Prata na Itália

Entrevistado: Gilmar Batista dos Santos, 53 anos.

Férias: Qual é o seu perfil de viagem?

Gilmar: A Viagem para Itália foi um sonho de consumo, eu e a minha esposa juntamos a vontade de conhecer algumas cidades do velho continente e aproveitamos para comemorar 25 anos de casados. Gosto de mais privacidade e os apartamentos que frequentamos, proporcionaram conforto, silencio e praticidade por se localizarem próximos ao locais onde visitaríamos.

Catedral de Milão - Bodas de Prata na Itália

Foto: Gilmar Batista dos Santos

Férias: Qual foi o destino?

Gilmar: Roma, Florença, Verona, Veneza e Milão.

Férias: Quando foi a viagem?

Gilmar: Saída dia 05/10/2016, retorno 12/10/2016.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Férias: Em resumo, como foi a viagem?

Gilmar: Foi uma experiencia difícil de descrever em palavras. Foi demais, superou minhas expectativas, o fuso horário foi um desafio (5 horas de diferença), fiquei cansado, dormia as 23:00 horas para acordar antes das 6:00, tomar o café e sair para conhecer a cidade. Ouvi tantos idiomas diferentes, parecia uma babilônia, desde italiano é claro, francês, russo, japonês, chines, Inglês… A experiencia foi incrível, conhecer outra cultura, pessoas tão diferentes e ao mesmo tempo iguais. Ficou a vontade de retornar para Itália e visitar Roma com mais tempo para conhece-la melhor, se é que isto seja possível.

Férias: Como estava o clima?

Gilmar:  O Clima de Roma, Florença, Veneza e Verona estavam mais agradáveis, parecido com outono em Curitiba, nem quente, nem frio, já em Milão enfrentamos 5 graus, chegando no máximo aos 10 graus.

Férias: Quais passeios vocês fizeram?

Gilmar: Museu do Vaticano, Capela Sistina, Basílica de São Pedro, Fonte de Trevi, Coliseu, Palatino, Monumento a Vitório Emanuele II, Circo Maximo em Roma, Catedral Santa Maria das Flores, Mercado da Palha, esculturas ao ar livre de artistas do renascimento em Florença, passeio de barco até a cidade de Veneza, feirinhas, Palácio de Kah, famosa Igreja de São Marcos – os tetos são feitos com mosaicos em ouro, passeio de Gôndola nos canais de Veneza. Uma rápia passagem pelas ruas de Verona e visita à casa de Julieta. Partimos de ônibus para Milão e visitamos a Catedral gótica  da cidade, Castelo Sforzesco, Galeria Vitório Emanuele.

Para todos esses passeios, você encontra ticket no site GetYourGuide.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Férias: Quais são suas dicas?

Gilmar: Melhor época para visitar a Itália é em setembro e outubro devido ao clima nem muito quente nem muito frio. Levar pouca bagagem. Levar dinheiro em espécie e o cartão de Crédito utilizar somente se necessário. No fechamento do contrato com a agência verificar o que está incluso no pacote: passeios, alimentação  (ofereceram na Itália passeios extras fora do contratado) não contratamos pelo alto custo e pela correria. Reserve dinheiro para suvenir e presentes.

Férias: O que mais gostou na sua viagem?

Gilmar:

  • Eu e minha esposa gostamos muito de Roma por ser um museu ao ar livre, pelo clima e também nos arriscamos passeando nos metrôs e lugares da cidades longe do guia turístico.
  • o passeio em Veneza foi incrível, quem for para lá não pode deixar de passear de gôndola.

Férias: O que menos gostou na sua viagem?

Gilmar: 

  • Muitas cidades para conhecer em poucos tempo.
  • O povo italiano é meio grosseiro no trato com os outros, parecem ter pouca paciência, pelo menos a maioria.
  • A viagem de volta foi muito cansativa, fiquei doente.

 

Então é isso aí! Gostaram? Caso quiserem mandar seu relato, podem enviar no padrão acima pelo e-mail feriaspraontem@gmail.com. Aguardo seu comentário e também o seu relato.

Para mais posts sobre a o, clique AQUI.

Capa: Gilmar Batista dos Santos

Um comentário sobre “Bodas de Prata na Itália – Entrevista

  1. Pingback: Mochileiro: ser ou não ser? | Férias pra Ontem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.